Emagrecendo com as Plantas

Por: em 22 de maio de 2012 - comente

Algumas plantas possuem certos “poderes” que podem ajudar a combater essa epidemia que está tomando boa parte da população brasileira, a obesidade. Mas nem todas as plantas são eficientes na perda de peso. Algumas já passaram por testes e os resultados foram positivos e mostraram resultados significativos. Claro que elas não irão substituir suas refeições e hábitos alimentares, mas pode servir como um complemento para afinar o corpo.

Ultimamente uma planta que tem sido muito solicitada pelas pessoas obesas se chama pholia negra, ela é um extrato de plantas do gênero Ilex, mesmo grupo da erva-mate. Essa planta também existe em forma de cápsulas, e recentemente foram estudadas e testadas em  laboratórios com ratos, coordenado pela bióloga Maria Martha Bernardi na Universidade de São Paulo. "Dividimos os animais com sobrepeso em três grupos: o primeiro só comeu uma ração convencional, o segundo ganhou também a pholia negra e o terceiro recebeu sibutramina, remédio usado para controlar o apetite", diz Maria Martha. Depois de um mês de testes conclui-se que a perda de peso entre os dois últimos grupos foi semelhante e os ratos perderam cerca de 10%da massa corporal.

"Diferentemente da sibutramina, que age no sistema nervoso central, a pholia negra desacelera a atividade do estômago, fazendo com que a comida fique mais tempo lá dentro", explica Maria Martha. Ou seja, quanto mais tempo a comida ficar no estômago, menos fome a pessoa irá sentir.

O Oriente também nos trás frequentemente novidades quanto a produtos naturais antiobesidade. As cápsulas de óleo de cártamo chegaram ao Brasil e já está virando sensação entre as pessoas acima do peso, porém seus resultados não são imediatos, o efeito costuma aparecer após seis meses de uso. De preferência essa cápsula deve ser tomada antes das refeições.

O óleo de cártamo ativa o tecido adiposo marrom, aumenta a temperatura do corpo e faz queimar calorias.

Mesmo com tantos estudos é preciso tomar cuidado, pois, ainda tem muito que se estudar sobre essas plantas “milagrosas”, portanto, antes de tomar qualquer atitude sobre a mudança de hábitos alimentares é importante consultar um nutricionista.  

      

Mesmo com tantos estudos é preciso tomar cuidado, pois, ainda tem muito que se estudar sobre essas plantas “milagrosas”, portanto, antes de tomar qualquer atitude sobre a mudança de hábitos alimentares é importante consultar um nutricionista.

Plantas

Nome popular: Chá verde

Nome científico: Camellia sinensis

Origem: Índia e China

Partes utilizadas: Folhas

Formas de consumo: em infusão, por meio de sachês, bebidas prontas e cápsulas

Nome popular: Pholia negra

Nome científico: Ilex paraguariensis(e outras)

Origem: Diversas regiões, entre elas América do Sul

Partes utilizadas: Folhas

Formas de consumo: Cápsulas do extrato 

Deixe uma resposta

Código