O Impacto da Obesidade no Sistema Público de Saúde

Por: em 01 de outubro de 2012 - comente

 

Na última semana, tratamos aqui no nosso blog, sobre a problemática global da obesidade, sendo considerada uma epidemia global, e através dos artigos publicados, a intenção é despertar a busca de uma maior conscientização, no sentido de colocar a sociedade em conexão com as políticas públicas, a fim de se conter esta epidemia. Neste contexto, hoje falaremos sobre o impacto que o crescimento da obesidade, em grau de epidemia, provoca sobre o sistema público de saúde.

O que temos é um ciclo, em que os tempos modernos impulsionam as pessoas a uma rotina em torno da má alimentação, sedentarismo e a estresse contínuo e, este mix acaba por influenciar no aumento de peso, chegando a níveis de obesidade, e no desenvolvimento de doenças como: síndrome metabólica, hipertensão, diabetes, apneia do sono, trombose, depressão, esteatose hepática e as diversas doenças do coração. Isso para citar algumas.

O Resultado, é que são mais pessoas à procura de cuidados especiais, dado o nível delicado da saúde, quando afetados por este ciclo, gerando a falência dos sistemas públicos de saúde, na sua maioria já esgotados pela incapacidade de atendimento a contento de toda a demanda. E nesta, vertente, o não atendimento de maneira adequada dos pacientes desencadeia mais prejuízos para a sociedade e onera ainda mais os sistemas de saúde, causando insatisfação, agravamento de doenças que poderiam ter sido controladas e  o pior, muitas mortes.

O que resta, então, é voltar à máxima:

Não há outra forma de ser vencer a guerra contra a obesidade, senão com a prática efetividade de ações preventivas. 

Deixe uma resposta

Código