Obesidade Infantil

Por: em 12 de julho de 2011 - comente

criança e mulher gorda

A maioria da população do planeta está acima do peso, mais o que é mais preocupante é que o número de crianças obesas vem crescendo a cada dia. Atualmente 95% das crianças que estão obesas são devido à má alimentação, sedentarismo e problemas emocionais, os outros 5% são devidos a problemas hormonais e doenças endócrinas. E de quem é a culpa? Da sociedade e dos pais, da sociedade que manipula a mente das crianças com propagandas e os pais que as deixam se influenciar por elas.

Complicações da Obesidade Infantil

Estudos comprovam que quando o individuo é obeso na infância a probabilidade de se tornar um adulto obeso é bem maior do que em crianças saudáveis, além disso o excesso de gordura pode causar o aumento dos triglicerídeos, do colesterol e a diminuição do HDL(“colesterol bom”), o que aumenta a chance de doenças cardíacas, outra doença que pode ser causada por acumulo de colesterol nas artérias é a aterosclerose, que pode ser iniciada nessa fase, podendo ser agravada na fase adulta. Além de: maior pré-disposição para artrites e alteração nos membros inferiores; hipertensão arterial; maior risco de procedimento cirúrgico; idade óssea avançada, aumento da altura; maior pré-disposição a micoses, dermatites e piodermites; maior pré-disposição ao diabetes; aumento do risco para pedra na vesícula e figado gorduroso; maior risco de ter câncer; aumento do esforço respiratório, apneia do sono, infecções e asma, além da descriminação social e isolamento.

Obesidade Infantil e Atividade Física

Obesidade Infantil

Quando mais tempo as crianças passam na frente da televisão, computadores e vídeo games, maior a chance dela se tornar uma criança obesa. Normalmente crianças e adolescentes obesos são menos hábeis nos esportes, portanto, procure atividades dinâmicas como pular corda, nadar, passear no parque, entre outros. As atividades não podem ser repetitivas, pois são poucos os jovens que se adaptam a esses tipos de exercícios monótonos.

Obesidade Infantil e Alimentação

Círculo AlimentarNão force crianças a comer o que não quer. Mascare alimentos que ela normalmente não irá comer, faça pratos coloridos e atraentes, as crianças levam mais em conta o visual do que o gosto propriamente dito. Coloque menos comida no prato e estimule a ingestão de água e sucos ao invés de refrigerantes e chás. Dê um café da manhã reforçado, pois é a principal refeição do dia e evite no jantar comidas pesadas, opte por um lanchinho mais leve, como um leite quente por exemplo. Além disso, faça lanchinhos saudáveis no mínimo a cada 1h e meia e no máximo 3h, isso ajuda no crescimento e desenvolvimento saudável da criança.

A obesidade infanto-juvenil é uma preocupação de todos, combater significa diminuir o risco de doenças e complicações na vida adulta.

Deixe uma resposta

Código