Organizando a Dieta

Por: em 12 de março de 2013 - comente

A maior dúvida de quem quer começar uma dieta, grande parte das vezes, é justamente como dar início ao regime. Simplesmente cortar alimentos do cardápio, sem antes pesquisar bastante e consultar um médico, pode não ser a melhor alternativa. O ideal é se organizar para fazer a dieta de forma correta, saudável e sem colocar a saúde em perigo, e por isso, hoje vamos falar um pouco sobre como dar esse primeiro passo.

Pessoas que já perderam peso, ex-obesos e nutricionistas sempre alertam que a disciplina e a força de vontade precisam estar acima de qualquer desejo, na hora de fazer uma dieta. Seguir as orientações à risca, sem abrir exceções é, sem dúvida, o passo mais difícil e mais importante. A organização se encaixa como uma luva nesse aspecto. Organizar a dieta não é exagero, é disciplina.

Após tomar a decisão de emagrecer (e enfiar na cabeça de uma vez por todas que vai perder peso sim!), chegou a hora de procurar um especialista. Endocrinologistas, nutricionistas, cardiologistas e tantos outros são essenciais para acompanhar o seu processo de emagrecimento. Como já vimos, o sobrepeso traz consigo o colesterol alto, a hipertensão, as dores no corpo e nas articulações, diabetes e muitos outros problemas que só serão tratados se houver acompanhamento médico. Ao perder peso, muitos desses males podem melhorar, e por isso é tão importante que haja um médico ao seu lado.

Agende consultas. Faça todos os exames que eles solicitarem. Faça uso de remédios ou vitaminas, caso os médicos indiquem. Acredite nos profissionais e confie que você vai conseguir. Depois disso, você já vai saber quais alimentos são importantes para a sua saúde, quais não devem ser consumidos em excesso, quais alimentos precisam estar no cardápio todos os dias e até mesmo quais alimentos você não pode consumir nunca, caso tenha algum problema específico de saúde (como o diabetes).

Vá ao supermercado e procure sempre fazer as refeições em casa, onde você tem total controle do que está consumindo. Pesquise receitas para fazer com esses alimentos, para variar o cardápio. Caso precise comer na rua, devido a rotina do trabalho, então escolha a marmita, que você leva de casa. Em algum caso excepcional, vá a um self-service, mas escolhendo sempre os mesmos alimentos que o nutricionista indicou. Sempre haverá um momento onde “será necessário” sair da dieta. Não! Não é necessário. Lembre-se: você quer e precisa perder peso.

Por fim, mas não menos importante, faça um check-list de exercícios físicos. Da mesma forma, sempre com acompanhamento de um profissional. Agende as atividades como se elas fossem compromissos inadiáveis (e são!), e não desmarque. Sessões de estética, massagens e tempos de lazer na piscina também são permitidos e ajudam a cuidar do corpo. Seguindo todas as dicas a perda de peso será visível.

Ninguém disse que seria fácil, mas você não vai se arrepender!

Saúde, acima de tudo.

Deixe uma resposta

Código