Os perigos do consumo de bebidas energéticas

Por: em 12 de agosto de 2013 - 1 comentário

Após cinco mortes relacionadas ao consumo de energéticos nos Estados Unidos começaram a circular na internet mensagens sobre o efeito prejudicial dessa bebida no organismo. Em alguns países a venda de energético é proibida. Porém, aqui no Brasil o uso de bebidas energéticas é autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde de 1998. E mesmo com a liberação da Anvisa os fabricantes dos energéticos precisam seguir algumas regras, tais como colocar no rótulo dos produtos a quantidade de composto e as restrições de consumo. Portadores de enfermidades, gestantes, idosos e nutrizes devem procurar orientação médica antes de consumir energéticos, isso por causa do elevado nível de cafeína na formulação. Destacando que a ingestão por essas pessoas citadas anteriormente pode levar à morte. Confira abaixo, três efeitos prejudiciais que podem ser desenvolvidos pelo consumo dos energéticos:

→ 1°A substância conhecida como o aminoácido pode levar a sobrecarga dos rins.

→ 2° A cafeína pode estimular o aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial (contra indicado para pacientes hipertensos, cardíacos e renais). A cafeína ainda influencia na perda de cálcio, magnésio e potássio.

→ 3°Açúcar presente em grandes quantidades nas bebidas energéticas pode desenvolver diabetes. E causar um pico de glicemia e, logo após, traz um cansaço ainda maior do que o sentido antes do consumo do produto.

De acordo com nutricionistas não há necessidade do consumo de energético em nenhum tipo de situação. E esse pode ser substituído pelo consumo de chá e café que possuem a mesma composição dos energéticos, porém cooperam para manter uma vida saudável.

Deixe uma resposta

Código

1 Comentário em “Os perigos do consumo de bebidas energéticas”

  1. a pessoa q tem diabete e pressao alta pode tomar o shaker